O número de veículos vendidos na Paraíba voltou a subir, pelo quarto mês consecutivo, após três meses de queda nas vendas, segundo dados de agosto publicados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Como reflexo da pandemia de Covid-19, com suspensão de funcionamento de concessionárias durante os decretos de isolamento social, as vendas caíram 28,8% no acumulado do ano em relação a 2019. A aposta do mercado é na migração para o digital, segundo Diego Matias, colunista da CBN João Pessoa e gestor de um marketplace paraibano.

Conforme os dados da Fenabrave, foram vendidos 4.607 veículos automotores em agosto deste ano, 105 a mais que em julho e 350 a menos que em agosto do ano passado. As motos foram os veículos mais vendidos neste mês, com 2.135 unidades comercializadas no estado. Em segundo lugar aparecem os carros (1.918).

Os dados do acumulado do ano mostram que janeiro foi o mês com maior número de vendas, com 5.350 veículos vendidos no estado, um número maior que os 4.984 vendidos em janeiro de 2019. Em fevereiro, foram cerca de 400 unidades vendidas a menos que o mesmo mês no ano passado.

A partir de março, quando começou a pandemia no estado, o número de vendas caiu ainda mais, registrando 3.333 unidades vendidas, menor, inclusive, que o mês de junho de 2019, que teve o menor número de vendas no ano (3.841). Abril de 2020 foi o mês com menor número, com 1.346 unidades comercializadas.

Segundo Diego Matias, colunista da CBN João Pessoa especializado no segmento de veículos e gestor comercial do Bibiti, site criado na Paraíba e que reúne informações sobre veículos à venda no estado, o investimento das concessionárias e revendedores no segmento online pode facilitar a ponte com os clientes e driblar a necessidade de busca presencial de veículos nas lojas.

“Se o cliente quer comprar um carro específico, ele pode buscar no site pelo modelo específico e aparece todas as lojas que possuem este carro no estoque, isso sem precisar sair de casa”, diz Diego.

“Essa oportunidade se reflete na economia para o cliente, de achar seu veículo, tendo acesso a um estoque grande e variado. Ele pode ver vários carros, saber de detalhes e fotos, e escolher o carro que ele quer sem dificuldades. A plataforma digital dá essa facilidade para o cliente que não precisa ir de loja em loja e pode resolver a negociação toda em casa”, afirma.

Plataforma criada na PB faz a ponte entre vendedores e compradores de veículos no estado — Foto: Reprodução/Bibiti

Plataforma criada na PB faz a ponte entre vendedores e compradores de veículos no estado — Foto: Reprodução/Bibiti

O Bibiti surgiu este ano, mas já estava sendo formatado pelos idealizadores há cerca de um ano. A ideia da plataforma é conectar os vendedores com os compradores no estado, como uma espécie de classificados online, mas com opções diversas para os interessados em comprar um veículo.

“A gente cadastra as lojas e os veículos. Atualmente temos cerca de 700 veículos e 40 lojas no sistema, tanto das cidades de João Pessoa quanto de Campina Grande. Essas lojas são concessionárias, que têm permissão para vender uma marca específica, mas também shoppings de automóveis variados”, explica.

Site mostra informações sobre veículos à venda e dados de contato das concessionárias da PB — Foto: Reprodução/Bibiti

Site mostra informações sobre veículos à venda e dados de contato das concessionárias da PB — Foto: Reprodução/Bibiti

A plataforma funciona tanto para compradores quanto para lojistas. Há um espaço onde os vendedores podem preencher as informações dos veículos à venda, bem como os detalhes da loja e, na página principal, os clientes podem pesquisar pelos modelos e escolher a melhor opção.

“Pelo computador ou por dispositivos móveis, as pessoas podem procurar as ofertas, ver quais lojas têm o veículo que a pessoa quer e, na plataforma mesmo, pode entrar em contato com o vendedor, ligar para o lojista, fazer uma contra-oferta, entre outros. A ideia é conectar o vendedor com o comprador”, completa Diego.

Fonte: G1