Pelo menos 45,8 hectares de área desmatada no bioma da Mata Atlântica, na Paraíba, foram identificados durante uma operação conjunta do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) com a Polícia Federal. A ação aconteceu nos municípios de Areia, Baía da Traição, Rio Tinto, Lucena e Mamanguape, de 19 a 24 de outubro. Segundo a polícia, foram inspecionadas 15 áreas, resultando na autuação de 12 pessoas. As multas aplicadas totalizam R$ 148,5 mil.

A operação “Mata Viva II” vistoriou localidades com indicativos de desmatamentos, obtidos de geoprocessamento de imagens de satélites. Entre elas, estava a terra indígena Potiguara, onde a equipe de fiscalização contou com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai). Todas as áreas desmatadas ilegalmente foram embargadas a fim de cessar o dano ambiental e assegurar a regeneração natural da vegetação nativa.

Conforme o superintendente do Ibama na Paraíba, Arthur Navarro, o bioma Mata Atlântica possui uma importância estratégica para o Brasil e precisa ser protegido. “Por isso o Ibama, com apoio da Polícia Federal e Funai, monitora as áreas sensíveis e executa com frequência operações de fiscalização para conter o desmatamento e garantir o uso sustentável dos recursos naturais, principalmente para o povo indígena Potiguara”, disse.

Fonte: G1