A Promotoria de Justiça de Picuí, no Sertão da Paraíba, recomendou o cancelamento de um evento religioso que seria promovido pela Igreja Cristã Palavra de Vida, no próximo sábado (5), e geraria aglomeração. A recomendação foi expedida nessa segunda-feira (31) pela promotora de Justiça Erika Bueno Muzzi. Ainda nessa segunda, o pastor Rusemberg Souza de Medeiros encaminhou ofício informando que o evento foi cancelado em atendimento à recomendação.
De acordo com a recomendação, o evento denominado “3º Vigilão” publicizou, por meio de redes sociais, a presença de caravanas de outros municípios, incluindo do Rio Grande do Norte, estado que, diante o alto índice de novas infecções, permanece com bandeira vermelha.

A Promotoria instaurou o procedimento administrativo 001.2020.020812 e expediu a recomendação. Segundo a promotora, o documento foi expedido em razão da real possibilidade de que as pessoas vindas das caravanas possam possibilitar uma maior disseminação do vírus em Picuí.
Ainda conforme a promotora, a rede de saúde local tem como referência, para a média e a alta complexidade hospitalar, os municípios de João Pessoa e Campina Grande. Além disso, Picuí apresenta o crescimento de números confirmados de casos de Covid-19.
A promotora ressalta que, com o avanço da tecnologia, é possível que o aspecto comunitário da religiosidade seja vivenciado com auxílio dos meios digitais, dispensando-se a presença física nos templos religiosos, durante o período emergencial e excepcional de contingenciamento da pandemia de Covid-19.

“A realização de eventos com aglomeração de pessoas, mesmo após a Covid-19 já ter matado mais de cem mil brasileiros, se apresenta como o mais completo desrespeito pela vida humana”, diz a promotora na recomendação.

Foto: Pixabay
Fonte: portalcorreio