O Colégio Agrícola Vidal de Negreiros, no Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em Bananeiras, divulgou edital com 94 vagas para auxílio emergencial de R$ 200 mensais, em cinco parcelas, destinados a estudantes dos cursos técnicos da unidade de ensino. As inscrições podem ser realizadas até segunda-feira (17), através do site do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) da UFPB.
Poderão se inscrever estudantes regularmente matriculado nos cursos técnicos do Colégio Agrícola Vidal de Negreiros. Haverá prioridade na destinação de vagas e auxílios para os alunos oriundos da rede pública de Educação Básica e com renda bruta familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

De acordo com o diretor do colégio, professor Edvaldo Beltrão Filho, o objetivo da iniciativa é ampliar as condições de permanência e apoio à formação escolar e acadêmica dos discentes.
“A perspectiva é viabilizar a igualdade de oportunidades, contribuir para a melhoria do desempenho escolar e acadêmico. Além disso, buscamos, com os auxílios, prevenir situações de retenção e evasão decorrentes das situações de vulnerabilidade social agravadas pela pandemia da Covid-19”, destaca.
Para o gestor da UFPB, os auxílios também devem ser destinados para despesas alimentares dos estudantes. Segundo Edvaldo, a situação dos alunos foi agravada pela ausência de acesso à assistência do Restaurante Estudantil do Colégio Agrícola Vidal de Negreiros.
“Diante da necessidade de isolamento social, os discentes tiveram de retornar aos seus núcleos familiares. Esse fato acabou agravando a situação deles, uma vez que não terão a permanência e o auxílio na estrutura do colégio”, salienta.
O preenchimento das vagas se dará por meio da análise documental enviada pelos alunos. A divulgação do resultado final, após os recursos, será no dia 27 de agosto. Os auxílios serão disponibilizados entre os meses de agosto e dezembro. Outros detalhes podem ser verificados na página do Colégio Agrícola Vidal de Negreiros.


Fonte: portalcorreio