No último domingo (16), durante um sermão na missa, o padre Luiz, da Paróquia de Santo Onofre, no município de Junco do Seridó, se queixou de que a igreja foi a última a poder abrir na cidade. ''Até cabaré já estava aberto'', disse.

Após a queixa, na noite desta quarta-feira (19), a Polícia Militar fechou um bar que funciona como uma espécie de cabaré. O "Bar das Coleguinhas" fica localizado às margens da BR-230 e ficou conhecido após o sermão do padre.

Durante o sermão, o padre subiu o tom e disse que não pretende fechar mais a igreja, mesmo se for recomendado pelas autoridades. ''Não me venham mais com decreto para fechar a igreja porque eu vou desobedecer. Pode me processar se quiser'', afirmou.

Fonte: ClickPB