José Pacheco Marinho Filho (Zé Pacheco), sanfoneiro e fundador do trio Os 3 do Nordeste, se encontrava na casa de Parafuso, no bairro do Cruzeiro, em Campina Grande-PB. A dupla estava tentando consertar um problema no tanque de óleo diesel do furgão, veículo que pertencia ao grupo.


Vítima de queimaduras de 3º grau (necrose profunda de tecido subjacente, perda cutânea de todas as camadas da pele), ocasionadas por um incêndio decorrente da explosão do tanque de combustível, o sanfoneiro foi imediatamente levado para o Hospital Pedro I, apresentando queimaduras no dorso e nos membros inferiores. Internado, chegou a dar uma entrevista a um programa de rádio da cidade (ouça o áudio no vídeo), agradecendo pela força dos fãs e se dizendo feliz e agradecido por estar vivo, mas, dias depois, mais precisamente no dia 24 de maio de 1994, faleceu, aos 49 anos

Assista ao vídeo abaixo


Zé Pacheco fundou o grupo, junto com parafuso e acabara de lançar o seu 21º LP ¨Bandeira do Forró", na qual ele foi responsável pela produção de estúdio, arranjos e acordeon.

O corpo do músico saiu em cortejo pelas principais ruas de Campina Grande, no carro dos bombeiros, e chegou a parar no Parque do Povo, onde ficou por aproximadamente 30 minutos, para que fãs se despedissem. Zé Pacheco foi sepultado no cemitério do Monte Santo.

Em decorrência da proximidade com o mês de junho e os inúmeros compromissos agendados, foi contrato o músico José Nilton para assumir a sanfona e acompanhar a dupla (Parafuso e Marrom) nos shows.

Fonte: leandronunesagr.wixsite.com