Os vereadores de Borborema, localizado na Região Geográfica Imediata de Guarabira, Toinho Moral e Normandinho Maranhão são proibidos fiscalizar unidades de saúde e repartições públicas após terem constatado irregularidades em visita anterior. Os parlamentares foram averiguar as medidas que o Governo Municipal vem realizando para combater o novo Coronavírus, mas até o momento quase nada foi feito pela população.

Segundo relatos, moradores reclamam que não estão encontrando médicos nas unidades de saúde e os parlamentares foram ver de perto a situação da Saúde da cidade. “Borborema está na lista do governo federal que receberá quase meio Milhão de reais e poucas são as ações da prefeitura para enfrentamento da Covid-19. Na última semana, fomos nas três unidades de saúde e só está tendo médicos em dois dias da semana, em plena pandemia…por isso, estão proibindo que a gente fiscalize esses serviços”, lamenta os vereadores.

Os vereadores ressaltam ainda que o trabalho das equipes médicas é primordial para o tratamento do novo Coronavírus. “Iremos acionar o Ministério Público para averiguar essas irregularidades, já que fomos barrados de exercer nosso papel, como fiscais das ações do executivo municipal. Infelizmente, a prefeitura está escalando profissionais de outras áreas, sem conhecimentos técnicos e sem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para atuar em uma doença tão grave como a Covid-19”, relata os parlamentares.
Na visita anterior, os vereadores encontraram pessoas sem qualquer preparo técnico, para realizarem os procedimentos corretos de combate ao novo Coronavírus.
Fonte: Blogchicosoares