A Espanha superou o número de mortes registradas na China em decorrência do novo coronavírus, com 3.434 vítimas fatais desde o início do surto, sendo 738 delas no último dia, segundo dados fornecidos nesta quarta-feira pelo ministério da Saúde. Fernando Simón, diretor de Alertas de Saúde, iniciou sua entrevista coletiva diária destacando que o percentual de aumento de infecções foi de 20% (ao todo, 47.610), em linha com os dias anteriores, com a Catalunha liderando os novos casos de Covid-19. Apenas a Itália apresenta um balanço mortal superior.
José Ángel González, diretor operacional da Polícia Nacional, fala sobre 55 pessoas presas nos últimos dias, 484 no total desde que o estado de alarme foi decretado. Em relação às fronteiras, normalidade, com 315 recusas de entrada e 6.051 veículos controlados. Também houve 4 recusas em entrar no aeroporto de Madri. Fale sobre um ginásio clandestino em Alicante ou um bar aberto nas Ilhas Canárias.
Hoje, um juiz obrigou a Comunidade de Madri a fornecer todos os médicos da região em 24 horas a todos os tipos de equipamentos médicos, como aventais à prova d'água, máscaras FPP2, máscaras FPP3, óculos e grandes recipientes para lixo.
A medida ocorreu depois que um funcionário do metrô por problemas decorrentas do vírus SARS-Cov-2, que é o segundo trabalhador morto pela doença na empresa. Este é um trabalhador de 59 anos designado para o departamento de Engenharia nas instalações suburbanas de Canillejas e que foi coordenador do Despacho de Cargas.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:
• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.
• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.
• evitar aglomerações se estiver doente.
• manter os ambientes bem ventilados.
• não compartilhar objetos pessoais.


Fonte: Correio do Povo