Um novo áudio de conversa entre o empresário Daniel Gomes e o ex-governador Ricardo Coutinho aponta negociações entre eles e membros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) para a aprovação, mesmo que injusta, da contas do governo no período em que Ricardo era gestor. A gravação foi divulgada no programa Correio Debate, da Rádio Correio Sat.
Em dado momento da conversa, Daniel revela que foi cobrado o valor de mais de R$ 200 mil para a aprovação das contas. “A gente fez um contrato com ele e Gilberto que cobrou 200 e poucos mil reais. É melhor a gente aceitar isso e acertar as contas de 2012. É a mais importante. Ele garante que vai aprovar tudo”, diz.
Durante as tratativas dos dois, eles falam que apenas os conselheiros Nominando Diniz e Fernando Catão são empecilhos. Daniel afirma que “Nominando que é a incógnita. Gilberto tá tentando fazer a mesma coisa e aí eu me livro de 13, 14 e 15 [os anos]. Nominando é mais vaidade, mas Catão…”.
Já Ricardo se refere a Fernando Catão com raiva por ele ter ocultado o nome de um denunciante em um processo. “Vou foder ele, Catão. Ele escondeu o nome do denunciante e uma procuradora fez pra ele ser o relator da denúncia e o denunciante é o genro dele. Ele deveria se declarar impedido”, fala o ex-governador.
Fonte: 83