O Núcleo de Políticas Públicas do Ministério Público da Paraíba realizou, na manhã desta quarta-feira (22/01), uma reunião com a Gerência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde para discutir o aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya registrado na Paraíba em 2019.
Participaram da reunião o coordenador do NPP, procurador de Justiça Valberto Lira; a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares; e o assessor Luiz Almeida.

Conforme o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, em 2019, houve um aumento de 73,08% nos casos de dengue, quando comparado a 2018; já os de chikungunya registraram um aumento de 50,75% em relação ao mesmo período de 2018. Em relação à doença aguda pelo vírus zika, o aumento foi de 10,75%.
Segundo o procurador Valberto Lira, o objetivo é fazer uma parceria com a Secretaria de Estado da Saúde para o desenvolvimento de ações conjuntas e cobrar dos municípios ações efetivas de prevenção.
De acordo com a gerente Talita Tavares, houve um aumento nos casos de dengue mas uma redução dos óbitos. Ela destacou ainda a importância das ações de prevenção às arboviroses, que são de responsabilidade dos municípios.
Ficou acordado que será expedida uma recomendação aos municípios para que apresentem os planos contingenciais sobre as arboviroses e executadas as ações intersetoriais previstas para prevenção das doenças.
A gerente também ressaltou a importância da parceria com o MP. “Esses espaços onde a gente pode apresentar os dados do Estado em relação as arboviroses são sempre importantes para potencializar a fala junto à população e aos gestores municipais. Através deles dá visibilidade, principalmente no inicio do ano, de que forma nós vamos poder trabalhar as arboviroses durante 2020”.

“A reunião importante, fazer chamamento aos gestores para entender a importância desse momento, da traçar estratégias de prevenção e ter um norte de acordo com as necessidades prementes do municípios”, disse Luiz Almeida.
Fonte: Assessoria