Uma alta autoridade russa da área econômica informou ao presidente Vladimir Putin que será difícil cumprir a meta de crescimento de 3% estabelecida pelo governo.
Em uma reunião governamental realizada ontem (25), Putin afirmou que muitos russos não sentem que suas vidas estejam melhorando. Ele pediu aos ministros de gabinete, entre outros, que trabalhem para atingir seus respectivos objetivos.
Em resposta, Alexei Kudrin, chefe da Câmara de Contas, lembrou que a taxa de crescimento da economia russa é baixa, permanecendo entre 1,5% e 2%. Ele disse que seria difícil atingir uma meta de crescimento de 3% em 2021.
Kudrin acrescentou que os orçamentos para a educação e cuidados de saúde não aumentaram em seis anos e que continuarão sem mudança pelos próximos seis. Ele disse que a economia deve se expandir todos os anos, mas que o crescimento seria mínimo e as pessoas não sentirão os benefícios.
Alexei Kudrin foi ministro das Finanças durante o primeiro e o segundo mandatos de Vladimir Putin. Ele é uma das principais figuras responsáveis pela criação dos alicerces da economia russa.
Segundo observadores, as declarações de Kudrin sugerem que há ceticismo quanto às políticas econômicas de Putin, mesmo dentro de seu governo.
Fonte: Agencia Brasil