O ato SOS Transposição registrou um público baixo, na tarde deste domingo (1º), na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano. O evento foi organizado pelo ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e contou apenas com a participação do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, das grandes lideranças nacionais pré-confirmadas.

Apesar da manifestação ter tido como foco inicial a paralisação do bombeamento da Transposição do Rio São Francisco, no eixo que abastece municípios paraibanos, os manifestantes eram facilmente identificados com adereços vermelhos, em alusão ao movimento “Lula Livre”.

Na última terça-feira (27), o governador João Azevêdo (PSB) revelou que recebeu uma uma nota do Ministério do Desenvolvimento Regional atribuindo a parada do bombeamento a problemas técnicos. Ao contrário da presidente da PT nacional, Gleisi Hoffmann, e do ex-governador Ricardo Coutinho, que politizaram o tema, Azevêdo deu crédito de confiança ao Governo Federal. O governador, aliás, não foi a manifestação deste domingo.

Das grandes lideranças que compõem o arco de aliança do PSB, partido do ex-governador Ricardo Coutinho, apenas o senador Veneziano Vital (PSB) e os deputados federais Gervásio Maia (PSB) e Damião Feliciano (PDT) estiveram presentes.

Fonte: MaisPB