A partir desta terça-feira (20), 15 radares eletrônicos de fiscalização de velocidade vão começar a emitir notificação de autuação por excesso de velocidade a motoristas infratores em trechos da rodovia BR-230 em João Pessoa, Cabedelo, Santa Luzia, São Mamede e Patos.

Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes na Paraíba (DNIT), a operação dos radares ocorreu após decisão judicial. A orientação do órgão é de que os condutores respeitem o limite de velocidade indicado nas rodovias para evitar multas. Veja abaixo os trechos onde os radares irão funcionar:
Trechos onde os radares já estão multando (Foto: divulgação/DNIT)

Radares móveis da PRF suspensos

Por decisão do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o uso de radares fixos portáteis e móveis feitos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi suspenso desde quinta-feira (15). A alegação feita pelo presidente é de que os equipamentos cumpriam muito mais a função arrecadatória, através das multas, do que educativa.
Em contato com o Portal Correio, o superintendente do DNIT-PB, Rainer Rembrant, afirmou que a medida de Bolsonaro só atinge os radares usados pela PRF e que os do DNIT, que são instalados de maneira fixa às margens das rodovias, vão funcionar normalmente.
“Os radares móveis são aqueles usados em movimento para flagrar o desrespeito ao limite de velocidade, como os acoplados em veículos da Polícia Rodoviária Federal ou usados pelos policiais rodoviários às margens das rodovias e que se assemelham a algo como uma pistola. O termo ‘fixo’ no despacho presidencial é uma questão de semântica. Quando ele fala de radar ‘fixo’, se refere ao radar usado pela PRF em um tripé, também às margens das rodovias, que pode ser montado e desmontado”, disse Rainer.
Fonte: Portal Correio