Em postagem em suas redes sociais essa semana, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) deu senhas sobre seu futuro político que podem significar seu nome fora da disputa eleitoral  pela prefeitura de João Pessoa, em 2020. O socialista disse que sua função era criar lideranças e não ser o único, o eterno.

“A minha função enquanto agente público é criar lideranças. Eu tenho clareza de que as coisas não podem ficar ao meu redor. Eu não quero ser o eterno, eu não quero ser o único, não é essa a minha função”, disse.
Ele lembrou, como exemplo, que deixou de disputar o mandato de senador, em 2018, com uma eleição praticamente ganha. Essa estratégia serviu justamente para corroborar com o seu propósito, o de criar novas lideranças.
“Deixei de disputar um mandato de senador, que modéstia à parte, eu tinha plenas condições de ganhar as eleições e toda a Paraíba sabe disso, não estou sendo aqui orgulhoso, não é nada disso. Eu deixei de disputar para investir em um projeto, para poder pegar um companheiro que era secretário e dizer, olha vamos começar do início, do zero e ir, e ao mesmo tempo eleger o governador, a maior bancada de deputados estaduais, metade dos deputados federais e ao mesmo tempo ter a condição de sonhar e de querer que o projeto continue” emendou.

A publicação do ex-governador Ricardo ganhou vários compartilhamentos e dezenas de comentários, a maioria em apoio às decisões tomadas pelo ex-gestor.

Fonte: PB Agora