Mais do que conhecer elementos turísticos como artesanato, gastronomia, cultura e história, a Rota Cultural Caminhos do Frio possibilita que moradores e turistas conheçam pequenas peculiaridades dos nove municípios inseridos no projeto. Tendo iniciado no dia 4 de julho, em Areia, e passado por Pilões na última semana, a rota chega a Matinhas, na Região Metropolitana de Campina Grande e distante 130 km de João Pessoa, capital paraibana.

A programação do Caminhos do Frio na cidade começou nesta segunda-feira (18), às 8h, com o hasteamento das bandeiras nacional, da Paraíba e do município. Às 18h, abertura da Feirinha de Artesanato e Gastronomia em torno da tangerina. Oficialmente, a Rota Cultural será aberta às 19h30, com cerimônia e apresentação especial da Orquestra Sanfônica “Safarina’, que, assim como o projeto, fará uma homenagem ao músico Pinto do Acordeon.

Durante toda a semana, a população de Matinhas poderá conhecer mais de perto algumas atividades econômicas que, até então, passavam despercebidas pela maioria, como o artesanato, a gastronomia e os artistas da casa. Conforme a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, a Rota Cultural se distingue justamente pelo caráter de pertencimento das pessoas que, apesar de morarem nas cidades, não têm o costume de valorizar suas riquezas.

Partindo desse princípio, toda a programação do projeto busca valorizar as pessoas envolvidas nessas atividades. Durante uma semana – a Rota Cultural será encerrada no domingo (24) – serão promovidas Oficinas de Danças, de Cordel, de Drinks e de Teatro. Haverá passeios e trilhas pelos pontos turísticos, a exemplo da Trilha Ecológica da Cachoeira da Pinga e Pedal da Tangerina. Também serão realizados shows culturais todas as noites, a partir das 19h, com apresentações de artistas da terra e, no sábado (23), as atrações principais serão Deusa Nordestina do Forró e Forró Cavalo de Pau.

A programação completa pode ser conferida aqui

Terra da Tangerina – Conhecida por ser a maior produtora de tangerina do Nordeste, Matinhas, desde sua emancipação, se desenvolve em torno dessa cultura e, mais recentemente, pelo turismo, que vem crescendo ano após ano com o fortalecimento de eventos culturais como a Festa da Laranja e o Festival Nacional da Laranja. Matinhas também é conhecida como o “Portal do Brejo paraibano”.

O município, apesar de ser pequeno, apresenta uma vocação natural para atrair a atenção de pessoas de outros centros, motivadas pelo verde exuberante, pelas trilhas naturais, belas cachoeiras e pelo clima ameno também pelo seu potencial na produção de laranja nas variedades: Tangerina Ponkan, Mexerica, Cravo e Dancy.

Matinhas possui o segundo maior parque de eventos da Paraíba – o Parque da Laranja – ficando atrás apenas do Parque do Povo, em Campina Grande. A Festa da Laranja, inclusive, surgiu já de uma forma ousada para um município do porte de Matinhas, mas o sucesso foi tanto que hoje já se encontra na sua 10ª Edição, com uma infraestrutura própria.

Pontos turísticos:

Cachoeira do Pinga – Uma das mais bonitas quedas d’água da Paraíba é a Cachoeira do Pinga. Situada no Sítio Jurema, município de Matinhas, distante aproximadamente 3 km da cidade e 24 km de Campina Grande, a cachoeira no período chuvoso (maio a setembro) escorre em pleno leito do rio Mamanguape, formada por uma série de três quedas d’água que variam entre 3 e 10 metros de altura. O solo rochoso do rio e os grandes paredões de pedra que se formam em seu curso dão forma às quedas do Pinga e acrescentam à paisagem um colorido todo especial. É bonito seguir o curso do rio por sobre as pedras escorregadias, sentir a água fria escorrendo entre os pés e se refrescar nas águas que caem com violência e ternura. Localizada em uma região de mata nativa bastante preservada e de serras bem íngremes, o Pinga é uma beleza rara que encanta os olhos e um refúgio refrescante aos caminhantes. O local atrai amantes do ecoturismo e do turismo de aventura.

Cachoeira do Altar – Localizada no Sítio Jurema, a Cachoeira do Altar é mais uma queda d’água de aproximadamente 50m, no percurso do Rio Mamanguape, município de Matinhas/PB, e leva este nome devido sua imponência e formação rochosa com características de degraus. O local transmite uma energia mística e é ideal para quem procura estar em conexão com as forças da natureza.

Localizadas na zona rural do município, as Casas de Farinha destinadas ao preparo da farinha de mandioca são um convite à memória cultural da região do brejo. A Casa de Farinha de “Seu Matias” ainda funciona sob agendamento para os agricultores locais e seus herdeiros quando recebem visitas contam histórias memoráveis desde a sua construção até os dias atuais. As demais casas são particulares e de associações.

Eventos
Janeiro: Festa do Padroeiro São Sebastião
Junho: São João em Matinhas
Setembro: Festa da Laranja, Festival Nacional da Tangerina



Fonte: Secom