Devido às chuvas acima da média em maio, tanto a seca fraca quanto a seca moderada recuaram no leste da Paraíba e de Pernambuco. Também houve o abrandamento do fenômeno em Alagoas e Sergipe, onde a seca passou de moderada para fraca. Entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba o fenômeno deixou de ser grave e passou à categoria moderada. Por outro lado, devido à piora nos indicadores, a seca fraca avançou no oeste baiano e no sul do Piauí. A seguir veja a situação atualizada de cada estado nordestino segundo o Monitor de Secas.

No caso da Paraíba, a área total com seca recuou de 62% para 50% do estado entre abril e maio, o que representa a menor área com o fenômeno desde agosto de 2020, quando 46% do território paraibano passou por seca. Com o desaparecimento da seca grave e o recuo da seca moderada de 33% para 30% do estado, a Paraíba teve um abrandamento do fenômeno. Apesar da melhora nas condições, o estado teve a condição mais severa de seca em maio no Nordeste.





Fonte: PB Agora