Dois homens investigados pelo roubo cometido a uma loja de telefones e acessórios de informática no Centro da cidade de Guarabira já estão presos. Eles foram capturados em menos de 48 horas após o crime, por policiais civis da Delegacia de Roubos e Furto (DRF) de Campina Grande.

O roubo aconteceu na quinta-feira, 03 de março. Os assaltantes entraram na loja, renderam um funcionário e levaram diversos produtos. Toda a ação foi registra por câmeras de segurança do estabelecimento.

Ainda na quinta-feira, os policiais prenderam um homem de 19 anos de idade, no bairro da Liberdade, em Campina Grande. Ele é apontado como o membro da organização criminosa responsável por ‘reconfigurar’ os telefones celulares roubados, de modo a impedir que esses aparelhos sejam rastreados pelas vítimas ou pela polícia. Parte dos produtos roubados estava com esse investigado.

Na sexta-feira, 04, o segundo investigado foi preso pela Polícia Civil no bairro do Quarenta, também em Campina. Ele tem 22 anos de idade e, de acordo com os levantamentos, é um dos que mais cometem furto qualificado a estabelecimentos comerciais em João Pessoa.

Este segundo investigado também estava com produtos roubados da loja em Guarabira, além de kits de chaves remarcadoras de chassis de carro, indício de que o grupo age também na receptação e adulteração de veículos automotores.

“Ele é apontado como líder do bando responsável por furto de produtos ocorrido no dia 31 de janeiro deste ano, na Loja Magazine Luiza do centro de João Pessoa. Em seu desfavor, já havia um mandado de prisão em aberto expedido pela comarca de Santa Rita, referente a crimes de roubo majorado e associação criminosa”, disse o delegado Demétrius Patrício.

Os dois homens presos serão submetidos a audiência de custódia. Um terceiro envolvido, já identificado, está sendo procurado pela Polícia Civil.

Fonte: MaisPB